segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Revenge


Syria and its beauties



quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Life?

Life is a battle, a war to be won,
Life is a battle, a war to be won,
And yet it is frivolous, joyful and fun,
And yet it is frivolous, joyful and fun,
Life is a battle and yet it is fun,
A frivolous, joyful war to be won.

Love is a gamble, a risk that you take,
Love is a gamble, a risk that you take,
It's also a life choice that each of us make,
It's also a life choice that each of us make,
A choice, a gamble, a risk that you take,
Love is a life that each of us make.

Pain is a constant that all of us feel,
Pain is a constant that all of us feel,
It brings us a depth, making us real,
It brings us a depth, making us real,
Pain is a depth that all of us feel,
It brings us a constant, making us real.

A frivolous gamble, a risk that you take,
Love is a depth, a choice that you make,
Pain brings a constant, making us real,
Life is a war that each of us feel,
And yet it is frivolous, joyful and fun,
It is also a battle that is to be won.


ASSEDIO MORAL


sábado, 11 de fevereiro de 2017

End....the silence


PAIN

Your eyes reflect your pain
they do reflect your fears
You try to hide it all inside
but through your eyes I see the feelings you cannot hide
Stop living a lie
take your mask off and show me who you are inside
I know you're fragile and weak
i know it's love that you seek
Don't you know you're already mine?
Your cowardness was so big
that you didn't even have the guts to say goodbye

Your eyes reflect your pain
they do reflect your fears
Why are you so afraid of me?
Don't you wanna be happy?

My love is not obsession
you were my life, you were my passion
Sometimes I hate you so much
I wish you would fucking die

Your eyes reflect MY pain
This pain I cannot hide...

Sadness


sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

O poder nas mãos dos incompetentes

Quer saber quem são realmente as pessoas com quem você convive: Colegas, amigos, parentes? Encontre-os em uma situação de poder: poder de chefia, poder de alta patente, de tomada de decisões, muitas vezes ilimitadas.
Recentemente encontrei uma amiga de muitos anos. Ela disse que fulano era seu melhor amigo. Calei-me. Recentemente, esse tal amigo tornara-se meu chefe por 3 anos. Pude ver quem ele era. Prepopotente, inseguro, delegava funções que não pertenciam aos seus subordinados....o que dizer a ela? Nada.
Pensem nisso.


quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

A vida e seus meandros misteriosos

Num país de espertos, você passa a vida encarcerada nos livros e se mantém ignorante em termos da maldade humana nas suas sutilezas. Maldades subliminares, invejas e ciúmes descabidos, competições egóicas, que não levam em consideração o esforço e o conhecimento daqueles que realmente se empenham. E então você peca - e erra- por ingenuidade. Tem que reaprender a viver nesse mundo, como uma criança que aprende a andar.
Seus paradigmas se esfacelam. Valem mais as aparências e palavras itas do que o seu desempenho laboral. Vale mais alimentar egos narcísicos que cumprir uma missão.
Onde foi que eu errei.Onde foi que a minha educação familiar errou. 
É decepcionante e deprimente viver num lugar medíocre, onde mais vale a embalagem do que o conteúdo.
Diante de tantas frustrações, as doenças afloram. E não é para menos.
Desilusão adoece.
Monica Dib



Life and its mysterious meanders

In a country of smart people, you spend your life imprisoned in books and remain ignorant in terms of human wickedness in its subtleties. Subliminal evil, jealousy and jealous mischief, egoic competitions, which do not take into account the effort and knowledge of those who really engage. And then you sin - and err - by naivety. You have to relearn to live in this world, like a child who learns to walk.

Their paradigms shatter. They are worth more appearances and words than their work performance. It is worth more to feed narcissistic egos than to fulfill a mission.
Where did I go wrong? Where did my family education go wrong?
It is disappointing and depressing to live in a mediocre place where packaging is better than content.
Faced with so many frustrations, diseases arise. And no less.
Delusion gets sick.
Monica Dib





terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

Homem como engrenagem de um sistema de trabalho. Subjetividade zero, reconhecimento idem.




Nada mudou, senhores, Desde o fordismo e taylorismo, as leis trabalhistas amenizaram condições insalubres de trabalho, conferindo alguns direitos trabalhistas.
No entanto, a insatisfação com o trabalho, qualquer que seja , ainda persiste. Muitos não laboram no que gostam. Associe a isso, um ambiente de trabalho onde a solidariedade não é regra, na maioria das vezes. A competição, mesmo que velada, é incentivada, mesmo através de mecanismos subliminares.
Nesse sentido, adoecer torna-se um fracasso. Um ponto a menos no currículo o profissional. É como se o trabalhador estivesse "com defeito". Muitas vezes, pouco importa de era um trabalhador assíduo e produtivo. Ele "pifou". Que prejuízo....
A desconfiança se instala "será que o trabalhador ausente está simulando"? Claro, os "colegas" competidores não deixaram de dar suas opiniões "sutis" a respeito, a fim de tirar vantagem do ocorrido....aquele bonzinho, puxa-saco, de fala mansa, que nem soro antiofídico resolve.



O adoecer implica em várias causas. Desde o não reconhecimento no meio de trabalho (apenas uma peça de engrenagem), a insatisfação profissional, a fatalidade de certas doenças.....os transtornos depressivos podem ser consequência de tudo o que já foi mencionado.

Monica Dib

terça-feira, 16 de agosto de 2016

Banalização da doença. Doentes não existem aos olhos de quem (não) vê.

Pensei que nunca mais pudesse exercer minha carreira, que não mais pudesse praticar as atividades de sempre. Aos olhos do médico, isso pouco importava. Ele queria dissertar sobre as novas descobertas cirúrgicas experimentais, sobre o que ainda estava no porvir na ciência.

O que eu queria, como paciente? A cura. O que ele queria? Publicar um novo artigo científico ainda mais promissor. Olhava para mim como se eu fosse mais um indivíduo a entrar no seu rol de procedimentos cirúrgicos inéditos.

Eu o odiei nesse momento. Aquele risinho frívolo e a banalização da minha dor aumentaram ainda mais o meu desespero.

segunda-feira, 15 de agosto de 2016

About medicine

By the way, if you are a physician, please, don't forget:


when you deal wih sick people everyday, eveyrime, please, NEVER banalize their suffering.


We really appreciate.





sábado, 5 de setembro de 2015

Brotherhood? Fraternité?



                                        The boy at left was de dead boy of the photo above



terça-feira, 11 de agosto de 2015

OS DOSHAS NA MEDICINA AYURVEDICA

"Dosha" é uma palavra sanscrita que significa "culpa" ou "transgressão". Enquanto este é o sentido literal, no contexto de cuidado à saúde seria mais apropriado traduzir "Dosha" como as "forças, no corpo, que mais facilmente se desequilibram".
Através dele é possível a caracterização do perfil biológico do indivíduo, de acordo com a milenar Medicina Ayurvédica.
Existem três doshas: VataPitta e Kapha, sendo que cada um apresenta suas características determinantes . Todas as pessoas possuem os três doshas, mas em proporções variadas. Eventualmente, há excesso ou carência de um dos três doshas, o que constitui um desequilíbrio, que pode originar uma doença.
O reestabelecimento do equilíbio original dos doshas da pessoa, segundo esta medicina será por meio de dietas, exercícios físicos, uso de plantas medicinais, meditação, yoga e massagem.


Vata significa a força que gera e possui as qualidades do "ar" (e do espaço). Vata não é "gás" mas a força que, quando em excesso, produz "gás". Vata é o dosha formado pelos elementos ar e éter. Suas características são ser seco, leve e frio. As pessoas com predominância de Vata são geralmente magras, ativas e costumam ter a pele seca e eventualmente constipação intestinal. Elas devem evitar alimentos amargos, bem como frio e umidade.
Pitta significa a força que gera e possui as qualidades do "fogo". Pitta não é "bile" mas a força que, quando em excesso, produz "bile" e "ácido". Pitta é o dosha formado pelos elementos fogo e água. Suas características são quente, oleoso e leve. São pessoas ativas e com boa conformação física. Têm tendência a serem nervosas e facilmente irritáveis. As pessoas com predominância Pitta devem evitar alimentos salgados e picantes, para não aumentar o fogo digestivo. Em caso de desarmonia de Pitta, o sintoma inicial é a febre e as infecções.
Kapha significa a força que gera e possui a qualidade da "água" (e terra). Kapha não é o "muco" mas a força que, quando em excesso, produz "muco". Kapha é o dosha formado pelos elementos água e terra. Suas características são úmido, pesado e frio. As pessoas com predominância Kapha costumam ser grandes e pesadas, podendo facilmente tender à obesidade. Devem evitar alimentos úmidos, frios e pesados, como massas e arroz. Em caso de desequilíbrio, este costuma manifestar-se como excesso de muco e problemas respiratórios.




Cada um de nós é resultante da combinação destes 3 Doshas. Ao tempo da concepção, a Natureza decide a permutação - combinação de Doshas, dentro de cada um de nós. Isto é que faz de cada um de nós, um ser único. 
As Doshas têm:
  • traços físicos que se traduzem nas descrição física da pessoa, por exemplo, altura, compleição, olhos, etc.;
  • traços mentais e comportamentais que se traduzem na espécie de pessoa que nós somos, como dormimos, sonhamos e pensamos; como reagimos a situações externas, nossas forças e fragilidades emocionais, nossa atitude com relação a dinheiro - se somos gastadores, avarentos ou administradores de dinheiro;
  • traços intelectuais que se traduzem em se somos pensadores e sonhadores, designers e planejadores ou pessoas silenciosas que trabalham com afinco e trabalhadores sólidos ;
  • doenças e traços que são responsáveis pelo fato de diferentes espécies de clima, alimento, meio-ambiente serem benéficos ou danosos a nós.
Tudo isto a Mãe natureza decide na hora de nossa concepção e durante o período que passamos no útero materno. Assim, é importante compreender nossa constituição de forma a tornar-nos consciente de nossas forças e nossa predisposição interna para certas doenças e padrões negativos de procedimento. Este é nosso " Prakriti" - nossa Natureza.

Os Doshas podem ser controlados através dos 6 sabores - salgado, picante, adstringente, amargo, doce e azedo. Estes sabores podem agravar e pacificar diferentes Doshas. Com este conhecimento nós estamos capacitados a prevenir doenças, curar a nós mesmos e compreender melhor nossas relações interpessoais.



terça-feira, 18 de novembro de 2014

Psicossomática: o corpo fala.

Não é uma tabela com regras definidas, mas é certo que nenhuma doença é desprovida de significado. Procurar o médico é preciso, mas vale olhar para dentro de si, para as atuais circunstâncias de vida nas quais a doença surge.
Related Posts with Thumbnails