quarta-feira, 6 de junho de 2007

Inventando o Amor


A Luz que a chama me prende
No caminho rude que meus pés me levam
E que meus olhos alcançam distâncias...
Mesmo no insólito, continuo resistindo

As notícias chegadas de todo o canto da terra
Ao encontro implacável do homem com a natureza
O sopro frio do vento, enrijecendo os caracteres
No perfil duro e fixo de cada ser

Milhares de lágrimas repartidas em cada pálpebra...
É urgente e necessário que se combata o mal
É tempo de solidarizar e construir o bem
Ainda é tempo de inventar o Amor.

2 comentários:

Nilza disse...

Olá!!

Inventar o amor é grande chave para o sucesso até mesmo da natureza, vc não acha?

Beijos e adorei seu blog

anjoazul poesias e cia disse...

Decerto!

O Amor é universal e abrange todos os seres vivos, a natureza inclusive!Onde está nosso amor próprio quando destruímos a nossa pátria mãe terra?
Seja bem vinda, retorne sempre com teu brilho :)

Related Posts with Thumbnails